Rogério Costa Pereira @ 00:48

Qua, 19/10/11

Acho que tenho aqui parte da solução, ora veja lá o que acha, fräulein. Centros para a Eutanásia de gregos e portugueses improdutivos. Hein? "Snap snap, grin grin, wink wink, nudge nudge, say no more?" É original ou não é? OK, não é exactamente original, mas já vai para 70 anos que vexas "abandonaram" esse método da "economia higiénica" ou "higienização económica".

Bem sei que também contam com o pessoal para comer as vossas produções, mas isso resolve-se com facilidade. Ora veja bem: nós, por aqui, somos cerca de 10 milhões de improdutivos. "Economizam-se" (nudge nudge outra vez, OK?) 5 milhões e embarcam-se para cá 2,5 milhões de "arianos puros" (daqueles "vossos arianos", sim!, esses mesmo). A mesma coisa na Grécia e tal e a coisa resolve-se numa geração e pouco. E então?, é boa ideia ou não é? Pelo menos "goes right to the point", ora conceda lá. E temos praias e tudo; olha que boa ideia.

Agora a sério, esta minha cantiga não passa, como disse aquele autor que agora bem que podia ser alemão (e até parece que o tipo também nem gostava de judeus; veja como ele pinta o Shylock); não passa, a cantiga, dizia eu, de "a tale told by an idiot, full of sound and fury, signifying nothing", como diria o tal Shakespeare. Não ligue.



... partiu o espelho.